Skip to main content
Fonte de energia na dieta Low Carb

Por que a dieta Low Carb emagrece sem fome e é o terror da indústria alimentícia

 

 

Baixe o áudio aqui

 

Você quer emagrecer mas só de pensar em começar uma dieta bate um desânimo?

 

Você já consegue até prever um futuro sombrio de restrição de comida, fome e uma longa e dolorosa luta interior contra suas vontades que começam a ficar maiores e acabam por nocauteá-lo(a) fazendo com que você se sinta derrotado(a) e sem esperança?

 

É uma luta perdida e não é nada fácil mesmo resistir à tentação de comer uma bolachinha recheada que o colega de trabalho levou, colocar um punhadinho a mais de arroz no prato ou tentar parar de comer quando você ainda está com fome!

 

Felizmente, não precisa ser assim. Você pode emagrecer naturalmente sem sentir fome, comendo bem até se sentir satisfeito(a) e retomar as rédeas das suas vontades. Como? Comendo gordura!

 

Dieta Low Carb: a gordura sempre foi a fonte principal de energia dos nossos antepassados.

 

Você sabia que quando nascemos recebemos basicamente gordura saturada como única fonte de alimentação através do leite materno?

 

É sabido que o bebê que mama pouco e não chega até o final da mamada, quando o leite é mais gorduroso, sente mais fome e não cresce de acordo. E o que isto tem a ver comigo, você pode estar se perguntando ...

 

Isso quer dizer que nascemos adaptados para consumir a dieta low carb, ou seja, baixa em carboidratos e alta em gorduras.

 

Nosso corpo sabe utilizar gordura como fonte de energia e é como ele funciona desde sempre.

 

Porém, à medida que introduzimos os carboidratos em excesso em nossa alimentação, nosso organismo “muda a chave” e passa a armazenar a energia extra recebida na sua pancinha, nos seus culotes e em todo o seu corpitcho.

 

Então, a primeira providência de quem adota a dieta low carb é aumentar o consumo de gorduras boas para que estas passem a ser a fonte de energia do seu organismo.

 

E neste momento você deve estar pensando:

 

Ah, você está louca! Eu vou morrer do coração e minhas artérias vão entupir!!!

 

Não, suas artérias não vão entupir se você comer gordura!

 

Continue lendo o artigo para descobrir porque a gordura saturada não é a responsável por entupir suas artérias e por seu consumo, ao lado de outras gorduras, a dieta low carb emagrece sem que você sinta fome.

 

Como começou o maior equícovo (?) nutricional de todos os tempos.

 

Eu vou contar agora como começou o maior equívoco em orientação nutricional de todos os tempos e você vai entender como surgiu o mito de que são as gorduras saturadas que aumentam o colesterol e que o colesterol entope suas veias e então ... você morre do coração.

 

Este mito precisa ser derrubado pois, partindo dele, elaborou-se a orientação nutricional errada de que comer menos gorduras e mais carboidratos irá evitar a obesidade e outras doenças.

 

Coincidentemente, desde que esta orientação passou a ser seguida, há 50 anos atrás, deu-se início a uma epidemia de obesidade e embora, desde então, tenham florescido as academias, e as pessoas estejam se exercitado cada vez mais ou diminuído a quantidade de comida e vivendo com fome, a obesidade, doenças cardíacas e diabetes tem crescido assustadoramente custando a saúde de milhares de pessoas independentemente da idade.

 

Mas vamos voltar à história e ao culpado por toda essa bagunça.

 

Quando e como toda esta confusão começou ...

 

Experimento da gordura saturada

 

Desde o século 19, era sabido que as placas nas artérias contém colesterol.

 

Sabendo deste fato, eis que um patologista russo chamado Nikolai Anischkov resolveu fazer um experimento e alimentar com coleterol puro + azeite de oliva alguns pobres coelhos, animais estritamente herbívoros, que não estão metabolicamente preparados para receber colesterol como alimento mas sim muitas fibras vindas da cenoura (Alô, Pernalonga!), verduras e feno por exemplo.

 

Obviamente este experimento comprovou apenas que alimentar animais herbívoros com gordura não foi lá uma boa estratégia!

 

O que ele fez foi como dar carne como alimento para vacas ou capim como alimento para leões, simplesmente não faz sentido!

 

Sabemos que os seres humanos são animais onívoros, isto é, somos metabolicamente adaptados ao consumo de produtos vegetais e animais. Eu e você chegamos até aqui pela evolução da espécie humana que através de centenas de milhares de anos, empregou o método “caçador-coletor” como o seu principal meio de obter alimentos.

 

Ancel Keys, o pai da epidemia de obesidade.

 

Tendo conhecimento do experimento do Nikolai e acreditando que a causa da aterosclerose era o excesso de colesterol no sangue, um cara chamado Ancel Keys, que se tornou famoso por ter sido contratado pelo exército americano durante a Segunda Guerra Mundial para o desenvolvimento de alimento não perecível para utilização nos campos de batalha (ração K), resolveu conduzir um estudo com voluntários que consumiram quantidades variadas de colesterol em sua dieta já que alguns anos depois da guerra, metade das mortes nos EUA eram relacionadas às doenças cardíacas.

 

O resultado observado por Ancel Keys era de que a quantidade de colesterol consumida não tinha relação com a quantidade de colesterol no sangue. Mas nosso cientista estava convencido de que a gordura era de fato a causa de doenças cardiovasculares e precisava encontrar um meio de comprovar sua teoria.

 

Então o que ele fez? Contrariando a boa ciência, ao invés de conduzir mais experimentos que comprovassem (ou não…) a sua teoria, ele reuniu dados de 22 países.

 

E que dados eram esses? Ancel Keys levantou o total de gordura disponível em cada país (mesmo que boa parte dessa gordura fosse usada pra fazer sabão) e dividiu pelo total de habitantes. Daí ele só fez comparar esses dados com a quantidade de pessoas que morriam por doenças cardíacas em cada país, dados que ele levantou de atestados de óbitos.

 

Assim em 1953, Ancel Keys anunciou sua teoria de que a gordura na dieta elevava o colesterol e que o colesterol elevado era a causa de doenças cardíacas.

 

Seguimos a orientação de comer menos gorduras e mais carboidratos baseados em nenhuma ciência.

 

Este é o gráfico que Ancel Keys divulgou para comprovar sua teoria:

 

7 países de Ancel Keys

 

Ok, mas você não falou que eram 22 países? Porque só 6 aparecem no gráfico? Pelo simples fato de que nem todo país onde o consumo de gordura era elevado a incidência de doenças cardíacas também era alta.

 

Por isso, em 1957, Jacob Yerushalmy e Herman Hilleboe, computaram os dados dos 22 países e este foi o resultado:

 

Gráfico Completo

 

Observe que em países como a Holanda e Noruega, onde o consumo de gorduras é alto, a mortalidade por doenças cardíacas é baixa. Dá pra verificar também que no Chile, o consumo de gorduras é baixo mas a mortalidade por doenças cardíacas é alto.

 

Se você está gostando deste artigo, venha para a lista de transmissão gratuita e receba dicas em áudio, vídeos e textos.  É grátis!

 

 

… E então o coração da embalagem passou a ser mais confiável que a natureza.

Lucros das Indústrias

 

Você percebeu como esta teoria nasceu de dados pouco confiáveis e sua base foi manipulada para obtenção dos resultados desejados pelo autor?

 

Então, há 31 anos atrás, a revista Time publicou um artigo e a partir disto espalhou-se massivamente a informação que está nos trazendo tantos prejuízos.

 

Capa da Time 1984

 

Como resultado, pessoas agora gastam dezenas de bilhões de dólares por ano para a redução do colesterol acreditando que, desta forma, não sofrerão um ataque cardíaco.

 

Existe um sistema de marketing incrivelmente poderoso que pode ser comprovado pelo fato do medicamento Lipitor ter sido a droga mais vendida em 2011 nos EUA.

 

A indústria alimentícia, por sua vez, lucra tanto vendendo produtos alimentícios ricos em carboidratos refinados como cereais, bolachas e macarrão que se tornaram a base da nossa alimentação, como removendo a gordura natural dos alimentos, rotulando-os de light ou diet e adicionando açucar na tentativa de dar-lhes algum sabor.

 

Isto revela porque este sistema de crenças atuais encontra tamanha resistência para ser destruída. Existem forças muito poderosas e altamente motivadas financeiramente por trás da manutenção do mito do colesterol.

 

Se você quer saber mais sobre os fatos e pessoas que nos trouxeram a essa epidemia de obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares, leia este livro:

 

 

Capa de The Big Fat Surprise

 

Finalmente, a mudança de paradigma começou.

 

Assim como entendemos que o cigarro faz mal há bem pouco tempo, também estamos avançando no entendimento de que a gordura nos faz bem!

 

Em 2014, diante de tantas evidências de que a gordura não é a vilã da obesidade e doenças relacionadas, a mesma revista publicou a seguinte capa:

 

Capa da Time 2014

 

Felizmente a excelente notícia vem se espalhando desde então! A revista Veja já publicou alguns artigos absolvendo a gordura saturada e assim também já fez a revista Época.

 

Capa da Veja sobre gordura saturada

 

A importância da gordura para sua saúde e um viva à dieta low carb.

Tudo ficará melhor

 

 

Não se preocupe, tudo ficará bem

 

Provavelmente nunca ninguém contou para você que a gordura exerce importantes funções no seu organismo. A deficiência de colesterol pode causar problemas em todos os aspectos da sua saúde pois suas moléculas desempenham um papel crítico no interior das membranas celulares. Seu corpo possui trilhões de células que interagem entre si e uma das moléculas que permite essa interação é o colesterol.

 

Outro exemplo: o colesterol é o precursor da bile, ácido que promove a digestão dos alimentos, então sem colesterol suficiente, seu sistema digestivo pode ser afetado.

 

Também exerce função essencial no seu cérebro que contém cerca de 25% do total de colesterol do seu corpo. Ele é crítico para as formações das conexões entre seus neurônios, o que permite que você pense, aprenda coisas novas e forme memórias.

 

Existe um estudo chamado de o Estudo do Coração de Framingham, que começou em 1948 e continua em andamento, que afirma que "existe uma associação linear positiva entre colesterol total e a fluência verbal, atenção/concentração, raciocínio abstrato e um placar geral medindo múltiplas áreas cognitivas. Os participantes com colesterol total desejável (inferior a 200) se saíram pior que os participantes com níveis de colesterol total limítrofe (de 200 a 239) e os participantes com colesterol elevado (superior a 240).

 

E finalmente, você precisa do colesterol para a produção de hormônios esteróides, incluindo seus hormônios sexuais.

 

 

Já está comprovado e a dieta low carb é famosa por fazer seu corpo perder gordura mas não perder massa magra e isso é extremamente importante para a qualidade do seu emagrecimento.

 

Como a liberdade venceu o medo.

 

Felicidade

 

Quando comecei a dieta low carb, gente ... como eu tinha medo da gordura! Toda vez que eu acrescentava uma colher de creme de leite às frutas na sobremesa ou comia aquela gordurinha da carne eu tinha um sentimento muito esquisito pois ao mesmo tempo em que comer gordura me deixava muito feliz (porque vamos combinar, né, gordura é uma delícia!) eu sentia um medo enorme de que aquilo fosse prejudicar minha saúde …

 

Minha família olhava incrédula pro meu café com manteiga ou creme de leite. Os amigos me achavam uma lunática que acabou de assinar a entrada pro Pinéu.

 

Para quem passou a vida acreditando que não podia haver alimentos piores do que o creme de leite, a manteiga, a gordurinha da carne e o bacon para quem quisesse emagrecer e manter a saúde, aquilo era o-mais-completo-absurdo!

 

Quando desconhecemos totalmente um assunto, nossa tendência natural é sentir medo daquilo. Pior ainda quando, desde que você nasceu, te fizeram acreditar justamente no oposto do que você está começando a descobrir!

 

Então, fui estudando, aprendendo e colocando em prática. Eu e meu marido começamos a emagrecer com muita facilidade ao mesmo tempo em que comíamos muito bem, até nos sentirmos saciados.

 

No início, eu pesquisava muitas receitas para substituir o pão, os bolos, os lanchinhos mas a fome começou a diminuir e os lanches intermediários começaram a não fazer falta a ponto de fazer guloseimas para os lanches e eles ficarem esquecidos. Parei de fazer e a liberdade chegou!

 

Então eu e meu marido fizemos exames médicos para acompanhar e comprovar a melhora em nossos marcadores sanguíneos e o medo foi desaparecendo!

 

Lista completa das principais gorduras saudáveis.

 

Provavelmente, uma gordura é boa se sua avó ou bisavó a consumiam regularmente. Quanto menos processada for a gordura, melhor ela é para sua saúde. Alguém duvida que a gordura do leite é natural? Ao contrário, para tomarmos leite desnatado, é preciso a intervenção da indústria!

 

Aqui vai uma lista de alguns alimentos naturalmente gordurosos e algumas gorduras que provém de alimentos naturais e que você deveria usar sem restrições:

 

  • Ovos caipiras
  • Abacate
  • Coco e Óleo de coco
  • Nozes e Amêndoas
  • Manteiga
  • Creme de leite ou nata
  • Azeite de oliva
  • Banha de porco
  • Bacon
  • Carnes (quem não ama uma picanha?)

 

E quais são as gorduras que você realmente precisa evitar? Aquelas que se não houvesse a indústria para processá-las você não conseguiria fazer em casa pois dependem de processos químicos, entre elas as mais comuns são:

 

  • Óleo de soja
  • Óleo de canola
  • Óleo de girassol
  • Óleo de Milho
  • Gorduras vegetais hidrogenadas (isso ainda vende no supermercado!)

 

Conclusão

 

Por isso, eu digo e repito: não tenha medo da gordura! Ela é sua parceira não só no seu processo de emagrecimento como na sua saúde, ajudando a melhorar sua energia durante o dia, a dormir melhor, a ter mais criatividade e produtividade, ter um cérebro mais rápido e uma vida sexual muito melhor.

 

Espero que você tenha aproveitado este conteúdo e que você tenha perdido o medo das gorduras naturais e as inclua em sua dieta, tornando-a muito mais saborosa, emagrecedora e saciante! Você se tornará uma verdadeira máquina de queimar gordura.

 

 

Um beijo e até o próximo post!

 

 

 

Imagens:

Imagem FreepikImagem FreepikImagem FreepikImagem FreepikImagem Freepik